Minha experiência de professora no pré-vestibular social

Ano passado começou cursinho pré-vestibular social aqui na minha cidade em parceria com a Igreja Santa Tereza (matriz).  A professora de Português do ano passado me indicou para assumir as aulas de Língua Portuguesa em 2017 e eu aceitei.

Seria uma ótima oportunidade de ter uma experiência de sala de aula, além de ajudar os alunos que querem estudar, passar no Enem e fazer uma faculdade, mas não têm condições de pagar um cursinho.

Ao entrar na sala de aula e me deparar com umas 30 pessoas foi uma emoção. Confesso que estava bem nervosa, preocupada com o tom da minha voz, mas saiu tudo certo. Neste primeiro dia de aula fizemos uma dinâmica sobre a norma culta e coloquial, assim pude andar pela sala e conversar com os alunos.

Considero que tive muita sorte, pois a professora do ano passado me deu todo apoio, compartilhando comigo diversos materiais para eu pudesse planejar minhas aulas. Sobre o conteúdo que vou passar para eles, sigo esses materiais que ela me deu e umas apostilas de redação.

Como dica para quem está começando a dar aulas aconselho a carregar sempre uma gramática para tirar eventuais dúvidas, eu tenho uma pequena (edição de bolso) e um aplicativo de dicionário no celular, afinal eles tem muitas dúvidas de vocabulário.

Sempre rola aquela tensão de dominar a matéria para poder passar para eles, então estou sempre estudando. Depois de alguns meses de aula, posso dizer que já não fico tão nervosa como no primeiro mês.

Estou muito feliz com essa experiência de dar aula no pré-vestibular, cada aula é um aprendizado, uma vivência única. Ao planejar cada aula, sempre me recordo dos alunos, da dificuldade de cada um e procuro trabalhar em cima disso.

Fanpage do cursinho: Pré-Enem Popular – Teresópolis

Anúncios