Minhas impressões sobre o Kindle!

Oi, pessoal! Já viram o vídeo que postei sobre o meu tão amado Kindle?? Neste vídeo comento sobre as minhas impressões sobre esse aparelhinho que mudou minha vida.

– O Kindle que eu tenho: http://amzn.to/2DzOIyw

Anúncios

4 comentários sobre “Minhas impressões sobre o Kindle!

  1. Olá! Tenho o meu e gosto demais, embora não tenha aquele cheirinho de livro novo, sabe! Mas é bem interessante poder carregar uma biblioteca inteira (tenho mais de 200 títulos no meu), na mão e levá-la para qualquer lugar. É bom demais! Outra coisa que conta muita é a falta das traças e de poeira: minha biblioteca precisa ser arrumada a cada seis meses. Isso dá muito trabalho mesmo tendo meu neto como ajudante de livros, aquele que sempre está se oferecendo (às vezes com mais frequência do que necessário) para retirar, limpar a poeira e reorganizar os livros na estante. Ele é meu ajudante de livros desde seus 4 ou 5 aninhos. Ele adora os livros. Acho que puxou o avô. Outra coisa que queria dizer aqui: não sei se foste tu que comentara sobro o autor Janusz Korczak e, em consequência de seu seu post, comentei que iria comprar o livro. Disseste, talvez, pois já não tenho certeza de que o dissera, que gostaria de saber a minha opinião após a leitura. A esse respeito – e peço desculpas se estou equivocado – adquiri não só o “Quando eu voltar a ser criança”, mas também o “Diário do Gueto” e, para completar a leitura, o livro “Uma Vez”, de Moris Gleitzman, um escritor inglês-australiano que faz uma linda homenagem ao Korczak e que me fez chorar muito no final do texto. Enfim, só queria dizer que, se a dia foi o não foi tua, de qualquer forma valei ler os três textos. Eles me tornaram um cadinho mais humano, mais pedagogo, mais sensível. Desculpe-me, acado tudo seja um equívoco. De qualquer forma, caso esteja errado e, uma fez falando de educador para educador, de pedagogo para pedagoga, vale a leitura dos textos acima. Só espero que não fique triste e chore tanto quanto eu chorei a ler o “Era Uma Vez”, do Gleitzman. Respeitosos abrasos!

    Curtir

  2. Eu tenho o meu desde o final de 2015 e não vivo sem ele. Está comigo o tempo todo. Mas, nem por isso, substitui o livro físico. Me ajuda muito pois nem sempre tenho grana pra comprar livro, então baixo e leio. Além disso, tem livros (calhamaços) que não é confortável para ler e o kindle ajuda. Posso ter vários livros na bolsa pesando quase nada. Enfim, amo demais!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s