Livro: Como me fiz professora – Geni Vasconcelos (org.)

IMG_20151128_150828468

Esse é um livro que desde que vi e comprei na Bienal do Rio, estava empolgada para ler, pois ele vai nos mostrar como o magistério surge na vida das pessoas, como foram suas experiências, quais são seus sonhos e inquietações, entre outros. E hoje, venho falar um pouco mais sobre ele.

Como me fiz professora é um livro de relatos, memórias e depoimentos de diversos professores, de diferentes Estados do Brasil, e diversas disciplinas, e não só professor de escola, como também professor universitário. Em cada capítulo conhecemos resumidamente a história de vida de cada professor e como surgiu a docência na vida deles. Nem preciso dizer que é uma leitura bem leve e rápida, eu concluí o livro em alguns dias.

O “ser professora” não aparece nas vidas das professoras de forma naturalizada. Desmistificar o discurso de que para ser professora é preciso nascer com um “dom”, “ter vocação” é um importante ponto de partida para percebermos o quão complexa é esta profissão, os caminhos que envolvem a opção inicial ou não pelo magistério e a identificação com a profissão.

IMG_20151128_150727599_HDR

Me emocionei muito com a história de vida de alguns desses professores, em especial, a Maria Zita Ferreira, que é negra e nordestina e que apesar de todas as adversidades da vida, ela vence e entra para a faculdade de Educação Física, depois faz mestrado. E hoje é professora de Educação e Dança da PUC-GO. Por fim, no final do capítulo conhecemos seu livro que foi publicado em 1998, Dança negro, ginga a história.

A massificação acelerada, a diminuição dos recursos, os baixos salários e as mudanças no processo de formação são considerados por eles como fatores de deterioração do sistema educacional brasileiro como um todo e da situação do professor. Entretanto, os baixos salários e a posição de descaso do poder público, dos governantes para com a educação são apontados como os principais fatores da desvalorização e do desprestígio da profissão de professor.

Essa situação, gerou uma situação, no Brasil, mais grade ainda, que é a baixa autoestima, a autodepreciação, é o fato de as pessoas se sentirem inferiorizadas por serem professores. “Criou-se uma mentalidade de que nós somos uns pobres coitados, mal pagos e infelizes…” A força da categoria “fundamenta-se muito na dignidade de cada um… É uma força interior que você cria. No dia em que percebemos isso, então, realmente seremos capazes de conseguir tudo o que nós quisermos, inclusive dinheiro, salário digno”.

Por fim, através de relato de um professor, percebemos que foi a fase da ditadura militar no Brasil em que o ensino público brasileiro mudou e para pior. E o ensino e escola pública que conhecemos hoje, são reflexos dessa época.

Ficha Técnica:

Editora: DP&A Editora
ISBN: 8574900230
Gênero: Pedagogia
Páginas: 149
Ano: 2003

Anúncios

2 comentários sobre “Livro: Como me fiz professora – Geni Vasconcelos (org.)

  1. Está num caminho certo, se formando e se dedicando a leituras, enquanto muitos jovens estão se perdendo na sua caminhada, somos as escolhas que fazemos na vida… Gostei do livro e irei comprar um , grato pela dica !

    Curtir

    • Oi Lucenildo, muito obrigada pelo carinho! Temos sempre que correr atrás dos nossos sonhos mesmo, hoje em dia já está tão difícil conseguir algo sendo graduado, imagem sem. Sem contar que conhecimento nunca é demais. Beijocas

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s