Mudar de profissão: Tudo sobre a minha experiência

nao-tenha-medo-de-mudar-de-carreira

Como vocês sabem, eu já sou formada em Publicidade e Propaganda e hoje curso Letras – Português. Analisando as postagens do blog, percebi que já falei e indiquei vídeos sobre pessoas que mudaram de área de atuação, mas nunca entrei em detalhes sobre a minha experiência.

Me formei em Publicidade e Propaganda em 2009, e desde então sempre busquei empregos na área. Como vocês devem saber, a área de Comunicação é muito difícil e concorrida, ainda mais quando se mora numa cidade do interior, como eu moro. Pois aqui, infelizmente, quem tem uma formação superior é bem desvalorizado, as empresas preferem contratar uma mão de obra mais em conta.

Apesar disso, nunca desisti. Demorei muito para encontrar um emprego depois que me formei, nessa época cogitei em fazer outra faculdade e passou pela minha cabeça o curso de Letras. Mas na época, não sei porque essa ideia não foi para frente.

Cheguei a trabalhar numa empresa de comunicação visual, mas na área de atendimento onde fiquei por 1 ano. Em seguida, entrei meio que por acaso numa empresa de tecnologia, onde estou até hoje. Há dois anos praticamente, não parava de pensar na minha vida desde que me formei e o que eu consegui desde então. Constatei que queria mais, faltava alguma coisa, mas nem eu mesmo sabia o que era.

Essa época foi a mais conturbada, onde sempre reclamava da vida, mas não fazia nada para mudar. Em outubro de 2014, durante as minhas férias no trabalho, resolvi sair dessa inércia em que vivia e voltei a pensar no curso de Letras. Recordei que em 2010, já tinha pensado em fazer esse curso e que até mesmo na época do Ensino Médio (na época do vestibular) fiquei muito dividida entre o curso de Publicidade e Letras, pois amava Literatura. Porém, na época o que falou mais alto foi a Publicidade, tanto é que me formei.

Constatado que queria fazer Letras, comecei a pesquisar sobre o curso, comprei revistas sobre educação para me inteirar nesse novo universo e comecei a conversar com profissionais que atuam como professores. Já que decidi dar um novo rumo para minha vida, queria fazer isso da maneira mais correta. Pesquisei para conhecer bem onde estava pisando (o que não fiz quando entrei na Publicidade). E foi conversando com minha tia, irmã do meu pai, que também é professora de Português há anos em Niterói, que me incentivou ainda mais e meu olhos brilharam perante a profissão. Foi nesse momento que vi que estava no caminho certo.

Mas como nada é tão simples assim, veio o medo. Mas é natural, afinal é uma área totalmente diferente da minha primeira formação. E junto à isso, ainda passava pela minha cabeça o que as pessoas iam pensar de mim, afinal educação é uma área tão desvalorizada em nosso país, infelizmente. Mas a vontade de viver uma experiência nova e ir atrás da minha realização pessoal e profissional falou mais alto e encarei isso tudo.

243851d0d5b9aa97e87d9e2c0f5f932c

Primeiramente, contei para minha família e namorado e todos ficaram super felizes com a minha decisão, por finalmente ter me encontrado. E para meus amigos, fui contando aos poucos e fluiu de forma muito natural. Não vou mentir, até hoje ouço de alguns coisas do tipo: “mas você vai ser professora?”, “por que você está fazendo Letras?”,”ser professor hoje é como morrer de fome” ou “educação em nosso país está perdida ou desvalorizada”.

Para essas pessoas que pensam ou falam assim, só tenho que lamentar, pois se a educação está perdida ou desvalorizada, quem pensa assim tem uma parcela de culpa nisso. Não vou ser hipócrita, sei que a educação no Brasil está longe de ser perfeita e que temos muito que mudar, mas se todos valorizem a escola e o professor e se não tivéssemos tantos comentários maldosos e preconceituosos sobre professores e a educação, talvez teríamos outro rumo.

Com comentários positivos e incentivadores, mais pessoas buscariam os cursos de licenciatura em todo o país. E não teríamos o quadro vergonhoso que temos hoje, que dos poucos que ainda escolhem os cursos de licenciatura, a maioria não leciona e ficamos com esse déficit de professores. Já é difícil ser professor nesse país por conta de diversos motivos e do nosso Governo, que tanto fala em educação e pouco faz. Mas que fique claro, que seja qual for a área que você escolher, quando você decide mudar de profissão, sempre haverá críticas, então esteja preparado para lidar com elas.

Então, a partir de hoje vamos mudar nossos pensamentos e incentivar cada vez mais os professores e futuros candidatos aos cursos de licenciatura. E não estou falando isso, por hoje ter optado pela licenciatura, pois sempre respeitei muito os professores que tive (apesar de na infância ter aprontado muito e deixado muitos professores particulares de cabelo em pé, por conta da minha hiperatividade – mas isso vou deixar para outro post). Mas hoje, também tenho amigos que são professores e que conquistaram seu espaço, o que me deixa muito feliz e me incentiva ainda mais nessa minha jornada pela licenciatura.

Por fim, quero dizer que não certeza do meu futuro, ninguém tem né? Mas posso falar que estou muito mais feliz hoje. E para quem ainda me pergunta ou pensa como eu consigo ou posso estudar depois de um dia cansativo de trabalho (um trabalho que não tem nada haver com meu estudo atual), é simples: amar o que estar estudando, para sempre se manter motivado.

Não importa com o que você trabalhe, mesmo depois de um dia hiper estressante, chegar em casa e tomar um banho, significa que você está pronto para encarar uma jornada de estudos. O curso de Letras, em específico, não é um curso fácil, requer muito do aluno e muitas leituras extras. E se o curso for a distância, como é o meu caso, requer o dobro disso tudo.

Abaixo, deixo cinco perguntas para ajudar quem deseja mudar de profissão:

  1. Qual é o motivo da sua atual insatisfação?

2. Posso exercer outra profissão sem mudar de área?

3. Eu consigo me manter financeiramente durante a transição?

4. Tenho talento para exercer a atividade escolhida?

5. Estou preparado para lidar com a transição?

Anúncios

4 comentários sobre “Mudar de profissão: Tudo sobre a minha experiência

  1. Nossa amei o seu texto contando sua experiência, me identifiquei muito. Me formei em Publicidade e Propaganda em julho do ano passado e me deparei com um mercado de trabalho extremamente difícil em minha cidade o que me fez repensar minha escolha e me fez analisar novamente meus objetivos profissionais. Ando pensando algum tempo em fazer algo na área da educação e as vezes o que impede é o medo de mudar de carreira. Obrigada por compartilhar sua experiência, de alguma forma vai me ajudar a decidir este momento de minha vida.

    Curtir

    • Oi Carolina, sei muito bem tudo que está passando.. Eu passei exatamente por esse medo, de mudar de carreira, e pensava o que as pessoas iam achar. Mas se você quiser mesmo, faça sim.. Pensa direitinho, conversa com pessoas que já trabalhem na área que você quer estudar e atuar.. Isso me ajudou muito e hoje vejo como essa escolha me fez mais feliz, mais completa. Depois me diga sobre o que decidiu!
      Beijocas

      Curtir

  2. Boa noite Renata, Gostaria de agradecer por compartilhar suas experiências como estudante do curso de letras ,pois me ajudou muito à reforçar a minha escolha. Sou formada em pedagogia e já exerço a profissão….porém como professora de Inglês para crianças. Buscando dar continuidade aos estudos,fiquei muito na dúvida de fazer uma nova graduação, no caso Letras (Inglês e Português) ou fazer uma pós voltada para educação infantil para aprimorar meus conhecimentos. Após ler suas experiências,confirmei minha escolha em fazer letras, inclusive,farei também o curso EaD na Estácio de Sá, pois já estava analisando anteriormente sendo o mais viável .Obrigada pela ajuda.

    Curtir

    • Oi Kelly!!!!! UAU, fico muito feliz em ler esse tipo de comentário dos meus leitores!! Fico muito feliz por poder ajudar vocês.. Você vai amar o curso de Letras Inglês da Estácio, faço Letras Português e gosto muitooo! Será ótimo para você, já que leciona inglês para as crianças.. Assim você vai poder abranger também outros públicos, adolescentes e adultos (em escolas, aulas particulares e cursinhos).
      Se precisar de alguma ajuda referente ao EAD, só me falar!!
      Sucessooo em sua nova trajetória!!
      Beijocas

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s