JN: Japoneses valorizam tanto atividades extraclasse quanto aulas normais

(Foto extraída do site do JN)

(Foto extraída do site do JN)

Essa semana vi uma matéria bacana no JN e compartilho hoje com você. Ao redor de todo mundo temos exemplos de que a educação transforma vida e como ela pode ser administrada. Por que só no Brasil que não conseguimos? Vamos seguir mais exemplos como esses, assim conseguiremos mudar o estado e a situação deprimente da educação em nosso país.

REPORTAGEM QUE SAIU NO JORNAL NACIONAL:

O correspondente do Jornal Nacional na Ásia, Márcio Gomes, fez uma reportagem no Japão que ajuda a entender o sucesso do sistema educacional de lá. Ele fala da importância das aulas extracurriculares.

A escola é rígida, mas tem um momento do dia em que os alunos não se seguram. É quando acaba a última aula: hora de arrumar a mochila e continuar por lá. É a vez das as atividades extraclasse, presentes em todas as escolas públicas japonesas.

Uma delas, perto de Tóquio, tem mais de mil alunos. E 25 atividades, entre esportivas e culturais. As atividades extraclasse não são obrigatórias, mas nessa escola 90% dos alunos participam. E não é porque os pais obrigam. Elas são feitas para atrair os alunos e são as crianças que escolhem o que querem fazer.

A aula de música é apenas uma delas. E a afinação que se vê lá existe também fora de sala: direção, pais e alunos, juntos, discutem as atividades que serão oferecidas naquele ano. Todas de graça.

Estudantes de diferentes séries fazem uma mesma atividade, deixando a escola mais integrada.

“Eu não vejo a hora de vir para a aula de kendo. Para mim é tão importante quanto estudar”, afirma um aluno de 15 anos.

São ao todo nove horas por dia na escola. O horário de saída para a maioria é às 18h30. E o diretor não entende como poderia ser de outro jeito: “Se fossem para casa mais cedo, muitos alunos acabariam ficando trancados nos seus quartos, brincando com videogame, computador.”

A brincadeira lá é dentro da sala de aula, com acompanhamento de professores. Um dos cursos é o “estudo sobre trens”. Os estudantes não escondem a empolgação ao mostrar os que mais gostam. Falam dos seus sonhos de trabalhar com trens. E tanto interesse leva ao aprendizado.

“Usamos o gosto que eles têm sobre os trens para pesquisar as cidades japonesas. Aí eles criam os cenários, as miniaturas dos prédios, por onde correm os trenzinhos”, explica a professora de japonês responsável por essa atividade.

Assim, a empolgação deles na hora da saída deve ser a mesma no dia seguinte, ao voltar.

Fonte: http://goo.gl/p2wTFh

Anúncios

2 comentários sobre “JN: Japoneses valorizam tanto atividades extraclasse quanto aulas normais

    • Oiii mamadii! Realmente é triste vermos que temos tantos exemplos de escolas aí pelo mundo e aqui no Brasil estamos na mesma. Mas acredito que destacando esses modelos de escola ideais podemos incentivar e mudar um pouco nossas escolas brasileiras. Devemos acreditar sempre!
      Beijocas

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s