Curso de Letras

História da educação no Brasil – Parte I

Oi pessoal! Hoje vim compartilhar um assunto que estavámos debatendo esses dias na aula de ‘História da Educação no Brasil’. Se preparem que o post hoje será imenso, mas eu também nem gosto de escrever né?! 🙂

jesuitas-no-brasil-colonia

Para quem não sabe, a educação no Brasil começou com a Companhia de Jesus, de caráter religioso onde ensinavam as primeiras letras e a doutrina cristã, visando conquistar o maior número de fiéis possíveis, já que a Igreja Católica havia perdido muitos seguidores no século XVI.

Os primeiros anos da Companhia de Jesus, voltou-se para o ensino de ler, escrever e a catequizar os índios e filhos de colonos que dividiam o mesmo espaço pedagógico, a escola. Depois, essa educação visou primordialmente os filhos de colonos.

A educação dos gentios prosseguia e Padre José de Anchieta foi um dos atuantes pedagogos, utilizando teatro, música e poesia, Anchieta foi o maior destaque da educação brasileira naquele período. Até que em 1750, com a assinatura do Tratado de Madrid, a Companhia de Jesus foi se deteriorando, até atingir 1759, quando foram expulsos de terras brasileiras.

pombalino

Em 1750, D. José assume o trono português tendo o Marquês de Pombal, como seu primeiro ministro. Pombal ficou marcado pelo esforço no sentido de minimizar a crise econômica em seu país. Sim, foi ele que exigiu a retirada dos jesuítas do Brasil.

Então, na tentativa de suprir a ausência da Companhia de Jesusna educação colonial, o estado português tomou algumas medidas que ficaram conhecidas como Reforma Pombalina.

  • Nomeação de professores
  • O estabelecimentto de um plano de estudo
  • A modificação do curso de humanidades (típico dos jesuítas), para o sistema de aulas régias, de disciplinas isoladas.
  • A instituição do “subsídio literário”, uma espécie de imposto, visando gerar recurso para o pagamento de professores.

A implementação das medidas pelo Marquês de Pombal pode caracterizar o início do ensino público no Brasil.

Coroaçao_pedro_I_001

Vimos que com a vinda da Família Real para o Brasil, houveram alguns impactos referente a educação no país. Me faço um questionamento e ele é pertinente. Será que se não fosse por Napoleão, e a fuga da Família Real para o Brasil, como estariamos hoje em relação a educação e cultura por aqui? Brincadeiras a parte, acho que nosso saudoso Policarpo Quaresma conseguiria ter seu sonho finalmente realizado, em instituir no Brasil a língua oficial tupiguarani.

Apesar que, durante todo tempo do Império os interesses eram basicamente capitalistas e voltados só para a nobreza e a classe aristocrata, teve pontos positivos em nossa sociedade, como a criação da Impressa Régia, criação de uma Biblioteca Municipal (composta por diversos livros que a Família Real trouxeram junto a sí na viagem para o Brasil), do Jardim Botânico, Museu Real (que mais tarde seria o Museu Nacional), entre outros.

E já que essas escolas existentes visavam só a nobreza e os interesses do Império, um marco bem positivo e novador surgiu, as escolas normais, de formação de professores, onde era de responsabilidade do Estado. Confesso que antigamente, via-se mais escolas públicas com essa formação de professores, agora é raro.

Vi um artigo na internet falando que todos os que fizeram a formação de professores, tinham que buscar se profissionalizar na área em que atua, não se se por isso as escolas normais estão cada vez mais existintas. Deixo o link dessa matéria aqui: http://goo.gl/MszZE8

E compartilho com vocês outro link sobre a importância de se conhecer a história da educação no Brasil:

 

Anúncios

3 comentários em “História da educação no Brasil – Parte I

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s